• Fabricação Própria

  • Atendimento Exclusivo

  • Primeira Troca Grátis

Logo Ateliê de Calças

Minha sacola

Minha ContaMeus Pedidos
banner

Elas Ateliê: Mariana Almeida

A Mariana é bióloga e trabalha com conservação marinha. Hoje a convidados para um bate papo sobre seu trabalho e sua rotina.

"A minha arte é seu eu, e eu sou muitas" - Fernando Pessoa. É uma frase que me define muito.

Como é ser uma bióloga e cuidar de oceanos nos dias de hoje?

A biologia escolhi por paixão, era o meu “quero ser quando crescer”. Para mim vai além de uma missão de vida, é uma luta constante para ser exatamente quem eu busco ser desde criança.

Quais os principais desafios do seu trabalho?

Os principais desafios são mostrar como as causas ambientais podem ser favoráveis no mundo em que vivemos e devem ser prioridade. Isso vem mudando muito nos últimos anos e tenho muita esperança que iremos passar a cuidar mais do nosso planeta que não seja só por amor e por nos manter vivos todos os dias mas por necessidade.

Como veio a sua conexão com o mar?

Lembro de crianças com a prancha de boyboard deitava passando a arrebentação e ficava admirando o horizonte. Um tempo depois fugir para a praia até mesmo sozinha era e ainda é um refúgio. Mergulhar entre os corais é minha melhor meditação, ouvir meu coração bater no silêncio.

Você estende o cuidado com o mar para outras iniciativas do dia a dia? As pessoas tem muitas dúvidas de como se começa a mudar o mundo. Fale um pouco sobre isso.

Cada escolha que fazemos no dia a dia impacta o oceano e a vida marinha de alguma forma. Nos consumimos e mais da metade que tudo que geramos pode chegar no oceano, seja um copo plástico que utilizou até uma roupa que comprou feita de poliéster lavou na máquina de lavar e soltou microplásticos que não passam pelo tratamento e chegam ao oceano. Tudo que é gerado nas cidades se encontra o bueiro, voa das lixeiras ou se perde no caminho por falta de gestão de resíduos, chega ao oceano. Temos muito ainda o que mudar.

Como é a sua rotina?

Não tenho uma rotina bem estabelecida por mais que queira muito! Mas algo que sempre faço pela manhã é minha meditação, yoga pelo menos 15 minutos, leio 10 páginas de um livro e então começo meu dia. A noite tb tenho um ritual antes de dormir em que mentalizo e rebobino o meu dia manifestando exatamente o que pretendo fazer no dia seguinte e então as coisas fluem!

Você sempre teve essa consciência de mundo ou em algum momento caiu algumas fichas. Como foi isso?

Foi algo muito natural, com 15 anos lia meu primeiro livro que unia biologia com espiritualidade me mostrando como se complementam. Sem pensar muito me formei com yoga, trabalhei com autoconhecimento e isso me trouxe experiência necessária para começar o projeto que cria ferramentas de educação ambiental com metodologia de desenvolvimento humano. Olhando para trás nada foi pensado! O conhecimento chegou até mim no momento certo ao longo dos anos e ainda estou no processo, todos estamos.

O que você espera da MARIANA daqui a 10 anos?

A Mariana daqui 10 anos realizada com o Seamade (meu projeto socioambiental) expandindo meu propósito cada vez mais.